quarta-feira, 29 de março de 2017

Luiz Alberto Pasqualin denuncia o esvaziamento estrutural, que passa o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina


Ao fazer uso da palavra, na tribuna da Câmara Municipal, (terça-feira,28), o vereador Luiz Alberto Pasqualin, presidente do Poder Legislativo, denunciou o esvaziamento estrutural, que passa o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, e, consequentemente, a unidade de Porto União.
O que me traz até essa tribuna na noite de hoje é para relatar a triste situação em que se encontra a briosa corporação do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, e, em especial, o Corpo de Bombeiros de Porto União, no tocante aos serviços operacionais e administrativo, que não recebe novos efetivos há vários anos, e, que, somente no ano passado, foram cinco bombeiros para a reserva, desfalcando ainda mais essa briosa corporação, e comprometendo o bom atendimento a comunidade. Importante destacar ainda, que fui informado, que, dentro de trinta dias, mais três bombeiros passarão para a reserva, desfalcando ainda mais o efetivo, e, consequentemente, irá prejudicar o atendimento a população.  Destaco e valorizo a atuação dos bombeiros voluntários, o qual, com muita honra, sou 
o atual presidente, mas, com toda a sua boa vontade, em trabalhar para a comunidade, todos eles, tem seus compromissos particulares, pois, como frisei, eles trabalham de maneira voluntária e não recebem salários, para desempenhar seus serviços.
Para que os senhores tenham uma noção do enxugamento do nosso corpo de bombeiros, a 47 anos, quando foi inaugurado a unidade de Porto União, contava com 22 bombeiros, atualmente, a corporação, conta com apenas 25 bombeiros, enquanto que a nossa população neste período mais que triplicou, e as edificações, principalmente, as verticais, aumentaram a olhos vistos ,e, consequentemente, aumentou em muito os seus trabalhos, e não estão conseguindo dar conta de 
tamanha demanda, com rapidez e qualidade, embora os profissionais que ali se encontram se desdobrem para cumprir com as suas obrigações, mas, somos sabedores, que tudo isso gera um desgaste emocional muito grande para esses profissionais, que pertencem a uma instituição que possui um grau de credibilidade muito grande junto a população. Diante deste quadro assustador, e se não houver um acréscimo de novos bombeiros, tenham a certeza de que, infelizmente, o nosso Corpo de Bombeiros, ficará sem as mínimas condições de atender a nossa população. Fica registrado em ata o meu grito de alerta, com a triste e preocupante situação em que se encontra o nosso Corpo de Bombeiros, e esperamos, que a classe política, se mobilize, para que possa dar condições de trabalho, não somente aos bombeiros de Porto União, mas, as demais corporações do estado.