domingo, 22 de abril de 2018

Porto União da Vitória poderia construir a ponte com recursos próprios

A nova ponte entre o centro de União da Vitória e o distrito de São Cristóvão, licitada por aproximadamente 25 milhões de reais, poderia ser construída com recursos próprios caso fossemos uma só cidade, Porto União da Vitória.
Somente com a eliminação do orçamento gasto com uma das Câmaras Municipais de Vereadores, nesse caso vamos considerar o menor orçamento (Porto União-SC), seria possível construir a ponte sem precisar de verba estadual e muito menos federal. Vamos considerar apenas valores aproximados e arredondados para baixo para provar essa tese. Arrecadação de Porto União hoje é superior a R$ 10 milhões mensais. O repasse a Câmara Municipal é de até 7%, vamos considerar 6%, ou seja, R$ 600 mil/mês X 12 = R$ 7,2 milhões/ano X 4 anos = R$ 28,8 milhões por mandato. Valor este que supera o valor licitado para a obra em questão, que é bom ressaltar que vem sendo prometida a mais de 20 anos, ou seja a pelo menos 5 mandatos. Se fossemos uma única cidade a arrecadação seria muito superior aos aproximadamente R$ 18 milhões mensais de União da Vitória, mesmo assim, considerando apenas a atual arrecadação, o orçamento da atual Câmara de União da Vitória seria o suficiente, com sobras, para bancar o eventual aumento de dois ou três vereadores aos 13 atualmente existentes, sem falar que teria a significativa redução de custos estruturais das atuais duas câmaras para apenas uma, a de Porto União da Vitória.
Poderíamos relacionar uma série de outras opções de redução de gastos públicos, caso a fusão fosse concretizada, algumas delas também capaz de gerar economias muito próximas ao cálculo acima apresentado, entre eles a sensível e possível redução nos gastos com cargos comissionados. Também poderíamos falar na sensível redução de custos, com melhorias consideráveis na qualidade de inúmeros serviços públicos, entre eles saúde, educação, ação social e obras.
Finalizando, o sonho da unificação e fusão de nossas cidades é um sonho viável e que traria uma lista considerável de benefícios a população, porém nada interessante aos políticos de carreira. A mudança que sonhamos para o nosso país passa pela coragem de começarmos a nos posicionarmos em relação as pequenas mudanças possíveis, iniciando com a renovação total nas urnas este ano e terminando com a escolha de pessoas que tenham o compromisso de implementar os verdadeiros interesses do povo.